Blog

Como otimizar a roteirização de promotores com um sistema de trade

A liderança de promotores é algo que costuma tirar o sono de muitos gestores de trade marketing por aí. Controle de equipe de campo, liderança e produtividade são somente alguns dos fatores que podem transformar um sonho em pesadelo. É por isso que vou explicar neste post como otimizar a roteirização de promotores.

A informação deve ser a palavra-chave. Saber o que se passa no ponto de venda, em tempo real, é fundamental para a eficiência da gestão dos promotores.

Fica o questionamento: como não ficar perdido em meio a tantos números, mensagens, gráficos e planilhas enviadas pela equipe de campo? E como organizar tudo isso? Como mapear o que é relevante e filtrar aquilo que pode ser descartado?

A resposta é uma só: tecnologia.

Com uma boa ferramenta de trade, além de tantas outras finalidades, é possível ter o acompanhamento da agenda da equipe e descobrir como tem sido o trabalho de campo. Terminou a jornada? É só baixar as informações geradas e pronto.

POR QUE OTIMIZAR A ROTEIRIZAÇÃO DE PROMOTORES?

Imagine o seguinte cenário: uma indústria com mais de mil promotores.

Vamos colocá-la em uma balança. De um lado, seus distribuidores e agências que ajudam a terceirizar as promoções no ponto de venda. Do outro lado, os clientes com necessidades e demandas diferentes.

A tarefa não é simples e a mudança nos planos será sempre frequente. Tudo depende da sua estratégia, das vendas e das pessoas envolvidas na operação.

Então, qual é a melhor forma de equalizar essa situação?

A SOLUÇÃO

Utilizar um sistema de trade marketing para otimizar a roteirização deixou de ser uma decisão puramente estratégica para ser uma decisão logicamente essencial.

Após a implantação do Agile, tivemos um aumento de cobertura no atendimento de lojas de 75% devido à melhor roteirização e ao ganho de tempo na coleta de informações.

Leonardo Zuppiroli Head of Trade Marketing PlayStation

Com uma tecnologia como a do Involves Stage, da Involves, você tem uma roteirização inteligente, já que cada ponto de venda exibe suas coordenadas específicas no sistema.

Além disso, você ainda conta com simulações de trajeto via Google Maps, que garante uma precisão “cirúrgica” na hora de elaborar o melhor roteiro.

COMO FUNCIONA?

A roteirização no Involves Stage é bastante simples e poderosa. São basicamente três os passos iniciais na ferramenta:

1- Defina a área de abrangência do promotor;

2- Verifique se há outros promotores que morem na mesma região;

3- Considere a periodicidade das visitas a cada PDV.

Contar com a agilidade da tecnologia é permitir o acompanhamento em tempo real dos pontos de venda possibilitando uma gestão ostensiva mais efetiva do gestor sobre o promotor. Com a informação em mãos – tudo é feito pelo celular e monitorado via GPS – e, por consequência, uma tomada de decisão mais rápida é possível evitar ruídos que afetam a roteirização.

A equipe de campo deve ser entendida como uma extensão dos gestores e coordenadores. Uma plataforma de gestão e monitoramento proporciona o controle na roteirização, ou seja, é como se o backoffice pudesse estar presente no PDV através da informação.

ROI DA EQUIPE DE CAMPO

A roteirização otimizada vai refletir diretamente no ROI (Return over Investment), ou Retorno sobre Investimento, da operação.

Qual é o valor da hora de um promotor? Quanto você precisa investir em cada visita aos PDVs? Qual é o retorno desse investimento em vendas?

Assim, você poderá analisar a fundo os custos operacionais, fazendo cortes ou melhorando o investimento em determinadas rotas de acordo com as estratégias.

COMO MANTER O EQUILÍBRIO

Quando falamos de promoção no PDV, existem promotores dos mais variados estilos formando um cenário diversificado e caótico no que diz respeito a modelos de equipe.

Os modelos de promotores variam dos exclusivos, que atendem somente um PDV, aos que realizam visitas diárias por algumas horas. Há ainda visitas semanais, quinzenais ou quadri-semanais.

Some isto às variáveis:

  • Tempo de deslocamento entre pontos de venda;
  • Ponto de partida;
  • Moradia do promotor;
  • Utilização de automóvel;
  • Adversidades logísticas.

É preciso compreender o dia a dia do promotor, fazer a melhor leitura possível das necessidades do shopper e ser capaz de cruzar estas informações de forma aplicada.

Qual é a sua opinião? É possível fazer tudo isso sem o apoio de uma tecnologia? Comente no espaço abaixo desse post e compartilhe a sua experiência em roteirização com a equipe de Clube.

E, se ficou curioso e quer saber um pouco mais sobre o Involves Stage, aproveite e entre em contato com os consultores da plataforma:

 

Eduardo Silva

Publicitário, em busca novas experiências dentro do trade marketing por meio de histórias de valor.

Share
Publicado por
Eduardo Silva

Posts recentes

Quiz: descubra se você é expert na operação do seu supermercado

O Involves Doors vai te ajudar a descobrir se você é expert na operação do…

2 meses atrás

Veja 7 problemas nas gôndolas dos supermercados: como evitá-los?

Chegamos à última etapa da nossa série e agora vamos entender os 7 problemas nas…

3 meses atrás

Do depósito até a gôndola: problemas em supermercados que podem atrapalhar as vendas

Vamos continuar a nossa série de problemas em supermercados que podem atrapalhar as suas vendas.…

3 meses atrás

[Webinar] A experiência da Café Rancheiro com Reconhecimento por Imagem

Você já pensou conseguir acompanhar os indicadores da sua operação de trade marketing com confiança…

3 meses atrás

6 problemas mais comuns em supermercados: do Centro de Distribuição ao depósito da loja

Você sabe quais os 6 problemas mais comuns em supermercados levando em consideração o trajeto…

4 meses atrás

Involves recebe selo do Promotion Optimization Institute como líder global

A premiação 2021 RetX Badge of Excellence, resultado do POI RetX Vendor Panorama que reúne…

5 meses atrás