Cargill adota trade marketing para crescer no mercado de Food Service

escrito por Última atualização: 30 janeiro, 2020
Cargill adota trade marketing para crescer no mercado de Food Service

O mercado de food service está no time de segmentos que foram contra as previsões pessimistas: em 2016, um dos anos mais críticos da economia nas últimas décadas, o faturamento do setor chegou à casa dos R$ 184 bilhões.  

O crescimento é percebido em um momento de uma remodelação nos hábitos de consumo: agora, o shopper gasta menos quando sai de casa.Para que o atendimento seja realizado de forma efetiva, invariavelmente, a cadeia de abastecimento precisa atuar de forma inteligente.

OS NÚMEROS DO MERCADO DE FOOD SERVICE NO BRASIL

O mercado de food service tem 64% do seu faturamento total vindo de pequenos e micro estabelecimentos. Eles correspondem a 80% do setor. Esses empreendedores, menos profissionais e menos organizados, não têm uma parceria concreta com fornecedores.

Eles geralmente compram em atacarejos, resolvendo pontualmente a falta de itens de acordo com a demanda. O ideal, ao contrário disso, é que os lojistas busquem um único e bom fornecedor para cada categoria que oferece.

Entre os benefícios do modelo está a negociação de fretes e o melhor relacionamento comercial, que podem compensar as economias que o comprador consegue obter com promoções do cash&carry.

TRADE MARKETING NO FOOD SERVICE

Durante o ENACAB 2016, conversamos com os painelistas sobre as práticas de trade marketing que tem surtido efeitos satisfatórios. 

Afinal, o trade marketing pode ser analisado e atribuído à estrutura de cada setor? Isso incluí cash&carry, bares e restaurantes, indústria e distribuidor. Assista ao vídeo abaixo para conferir a opinião dos especialistas.

O segmento representa 12% dos negócios da Cargill, que atua em toda a América Latina.

O PAPEL DO TRADE PARA A CARDILL

O nome GEOS South America (SA) engloba todas as atividades, que se dividem entre varejo, ingredientes para indústria e food service.

Luis Claudio, food service leader, contou um pouco mais sobre como o trade foi necessário também para a atuação da Cargill Food Service. Alguns KPIs são extremamente importantes para a mensuração do sell-in e para a qualidade prestada no segmento:

Os KPIs são o primeiro passo para construir um estratégia fundamentada para cada canal. Essa é a opinião de Luiz Claudio. Sell-out, volume, positivação, gestão de estoque no distribuidor são alguns dos indicadores mais importantes para a Cargill. 

E você, atua no mercado de food service e uma receita de sucesso diferente para obter efetividade neste segmento? Utilize o espaço de comentários e compartilhe a sua experiência conosco!


eBook Merchandising

[eBook] 5 Lições de Merchandising Estratégico

Entenda a importância de uma boa execução de merchandising

Deixe seu comentário